Arquivo da tag: kely bavaresco

Como fazer escova no cabelo sozinha: Passo a passo

Quer criar um penteado que parece que você acabou de sair do salão? É possível, se você tiver o know-how.

Cliente: Camila Sperb / Foto: Kellen Mizerski

Quando você seca seu cabelo, parece que leva uma eternidade? E quando seu cabelo está finalmente seco, parece estar faltando um pouco de movimento? Não se preocupe, aqui você encontra um passo a passo para nunca mais cometer os erros que estão te impedindo de ter o efeito escovado perfeito.

Passo 1: Você está lavando seu cabelo do jeito certo?
O primeiro passo para fazer escova no cabelo sozinha é realizar um excelente lavado.
“A primeira coisa que ensinamos aos aprendizes no salão é como lavar o cabelo corretamente”, diz Roque Martins – Hairstylist do espaço Id Kely Bavaresco. “É super importante!” É fundamental que o cabelo esteja realmente molhado e que você use não apenas o produto correto para o momento que seu cabelo está vivendo (a estação do ano também determina que produto você deveria estar aplicando nos seus fios, viu?) mas também, certificar-se de que você está usando produto suficiente para obter uma boa espuma em toda a cabeça. Ao lavar, nunca esfregue o cabelo com as palmas das mãos ou as unhas (como se estivesse coçando a cabeça) esfregue sempre com a ponta dos dedos pelo couro cabeludo e vá massageando o xampu com uma boa pressão. Você pode usar um ritmo um pouco mais rápido do que se estivesse massageando, e lembre-se de cobrir todo o couro cabeludo. Lavar o cabelo é uma questão de limpar o couro cabeludo! Ao realmente remover toda a sujeira e o acúmulo de produtos, você permite que o couro cabeludo volte a respirar.

Por isso, pode ser que você queira repetir esse processo duas ou três vezes dependendo das características ou necessidade do seu cabelo. Enxague uma segunda vez e aplique agora o seu condicionador. Tente não aplicar na raiz, porque o nosso organismo já produz óleo suficiente para hidratar a raiz dos nossos cabelos – principalmente após o uso do shampoo. Adicionando mais o condicionador, ao invés de hidratar, obtemos um efeito oleoso. Condicione do meio até o final do comprimento e depois enxágue.

Passo 2: Tenha em mãos um ótimo secador de cabelos e aprenda a pré-secar da
maneira certa!

Aqui um erro bem comum que muitas mulheres cometem: Depois de sair do banho, deixar os cabelos na toalha por uns 30 minutos – o que é péssimo para a saúde dos seus cabelos! Quando molhado, o cabelo está em seu estado mais vulnerável, e uma toalha de algodão pode causar atrito e danificar os fios até o ponto em que o cabelo se rompe. Então, permitir que ele seque ao ar, é sempre a opção mais saudável, ainda mais se você for loira (veremos mais sobre isso abaixo). Investir em um secador de boa qualidade é importante, especialmente se você tem muito cabelo ou se costuma secá-lo com frequência. Outro detalhe importante aqui é saber secar o seu cabelo de acordo com a sua textura. – Cabelos mais finos podem secar um pouco mais ao ar, cerca de 80% com o uso de secador, enquanto os cabelos mais grosso, muito crespos ou ondulados devem estar apenas 50% secos antes de começar a fazer escova no cabelo sozinha. Se você secar demais, ele vai ficar com aquele efeito de frizz indesejado. Se você é loira, a dica aqui é deixar o seu cabelo secar naturalmente até uns 70% para depois puxar com escova e secador, isso devido às pontes de sulfeto que se rompem ao molhar.

Passo 3: Não se esqueça de borrifar um bom defrizzante ou protetor térmico no meio do comprimento até as pontas.

Usar o produto certo ‘pré-blowout’ vai impedir seus fios de quebrarem e fazer a escova durar mais tempo.

Passo 4: Divida seu cabelo em mechas não muito grossas.
Muitas mulheres cometem o erro de começar pela parte de trás do cabelo e quando chegam no topo e na linha do meio do cabelo, ele já está seco, tornando bem mais difícil conseguir alisá-lo. O melhor é começar nas têmporas, na linha do cabelo e na coroa e depois voltar para a nuca. Dessa forma, você aborda as partes mais visíveis primeiro. Então, divida o topo da cabeça, depois as laterais sempre passando por de trás das orelhas e, por último, a parte de traz que dá pra dividir em duas partes.

Cliente: Mari Belmonte / Foto: Kellen Mizerski

Passo 5: Comece a secar da raiz para as pontas.
Quando começar a escova, trabalhe mecha por mecha para que a raiz não fique marcada. Inicie pela raiz, alisando bem. Depois passe para a metade do comprimento para dar brilho ao cabelo e, por último, tente modelar as pontas. Seguindo os três passos, você terá uma escova linda e com movimento. A forma como você direciona o secador influencia (e muito) no resultado final. O bico do secador precisa ser posicionado na diagonal e o jato de ar tem de seguir de cima para baixo (ou da raiz para as pontas). Assim, as escamas dos fios se fecham evitando aquele efeito arrepiado. Outra dica aqui é dar uma atenção extra à sua raiz quando estiver escovando sozinha seu cabelo.

Existe isso da “melhor escova para fazer escova”?

Realmente não faz sentido gastar uma fortuna em produtos e secador de cabelo, se você não tiver uma boa escova. Na verdade existem sim algumas escovas melhores que outras mas isso depende muito do comprimento, textura e objetivo de acabamento. Por isso, o ideal é pedir uma dica ao seu cabeleireiro de confiança do melhor tipo de escova para o seu cabelo – e melhor: para o efeito de escova que você deseja obter seja super liso, escova modelada, escova virada para fora, escova com efeito ondulado ou outro efeito.

Cliente: Helen Stalker / Foto: Kellen Mizerski

Passo 6: O toque final, a finalização.

O último passo (mas não menos importante), quando você for fazer escova no cabelo
sozinha, é a finalização.

Não basta apenas fazer escova, trabalhar mecha por mecha, moldar os cachos, prender o cabelo com grampos e achar que está tudo resolvido. Não mesmo! É necessário atentar para o último passo que envolve os tão falados (mas pouco utilizados) os finalizadores em sua versão mousse, spray fixador, gel ou pomada. De novo, aqui você pode pedir uma dica para o seu especialista em cabelos favorito para que ele te direcione ao melhor finalizador para o seu tipo de cabelo, ocasião e nível de movimento que você prefere. Evite aqueles que contêm silicone na fórmula, principalmente se você tiver tendência à oleosidade.

Uma dica é terminar a escova com um jato de ar frio para diminuir um pouco do frizz após a secagem com jato de ar quente. Mulheres com fios cacheados, que querem um efeito super liso por um dia, melhor confiarem no toque final dado pela chapinha para garantir o penteado por mais tempo – mas tente usar com moderação senão, o que é para ser um aliado, se torna um inimigo bem rapidinho no quesito saúde dos fios.

E, se você quiser ir além da escova, e criar você mesma um penteado que parece que
você acabou de sair do salão, faça o Curso de Penteados ministrado por Roque Martins
Hairstylist no espaço Id Kely Bavaresco.

Cliente: Mari Belmonte / Foto: Kellen Mizerski

No Curso de Auto Penteado ministrado no Id Kely Bavaresco pelo Stylist Roque Martins
você vai dominar a arte de modelar seu cabelo do jeito certo.

No curso, você vai aprender:

– Criar você mesma penteados rápidos para algumas ocasiões
– Um overview das principais tendências, produtos e ferramentas de finalização
– Melhorar suas habilidades com trança, babyliss ou accessorising
– Aprender a obter um acabamento perfeito de longa duração

Link para consultas e agendamentos: bit.ly/AgendeSeuHorarioid

Por Roque Martins, Hairstylist no espaço Id Kely Bavaresco.

Loira no verão? O que ninguém te diz sobre Mechas

O verão é oficialmente a temporada dos cabelos loiros! Mas, antes de partir para a transformação, é importante saber que existem diferentes técnicas e variações
de tons para apostar, além dos novos cuidados que seus fios seguramente irão
precisar após essa mudança. Pensando nisso, preparamos esse post com a ajuda da Tricologista Francine Prigol que nos trouxe algumas dicas para considerar antes de descolorir o cabelo.

Se você ama cuidar dos cabelos e adora estar por dentro das principais tendências, é melhor ler até o fim ;).

Muitas mulheres têm dúvidas de qual técnica e nuance aderir – loira platinada, acobreada, mechas caramelo, balayage, babylights ou mechas californianas? Descolorir em todos os fios, fazer mechas ou luzes, mudar o visual dando aquela clareada em apenas alguns fios ou em todo o cabelo? Calma! A primeira coisa que você deve considerar e que poucos profissionais
estão dispostos à contar pra você, é que descolorir o cabelo é um dos procedimentos que agride os fios.

A ação do pó descolorante com o oxidante, é uma reação química forte. A mistura dos dois produtos abre as escamas dos fios e penetra no seu interior para retirar os pigmentos dos fios de cabelo. É possível que durante esse procedimento o seu cabelo perca vitaminas, proteínas e hidratação que devem ser repostas!

Antes de fazer a química sempre é indicado realizar uma avaliação capilar com
o objetivo de identificar o que o fio está precisando: reconstrução, nutrição e/ ou
hidratação. Um tratamento que sempre deve ser realizado após descolorir ou
fazer mechas no cabelo é reconstrução visto que ela ajuda a devolver
principalmente os aminoácidos – deixando os fios saudáveis e fortes novamente.

“No dia a dia, para cuidar das luzes existem uma série de produtos desenvolvidos especialmente para cabelos com mechas, que ajudam a realçar o contraste entre as tonalidades e hidratar suavemente os fios sem pesar – por isso, são perfeitos para revitalizar o cabelo” afirma a Tricologista Francine Prigol, que recentemente, realizou em São Paulo, um curso intensivo de Mechas Criativas com o embaixador da Wella Professionals no Brasil, o reconhecido Romeu Felipe. No curso, Francine desbravou as quatro principais técnicas de descoloração dos fios e tons apontados como tendência para esta temporada de Verão 2019.

Leve em consideração antes das #Mechas: Quanto maior o volume (potência) do oxidante a ser utilizado, maior será o clareamento e, dessa forma, maiores serão os danos. Quanto mais claríssimo, mais platinado, mais sensível e menos protegido seu cabelo ficará e mais
cuidados ele exigirá pós a descoloração.

Por isso, segundo a profissional Francine Prigol é preciso avaliar o cabelo e fazer um teste de
mechas antes da transformação! Quer mudar o visual nesse início de 2019?
Marque sua avaliação com a Francine Prigol – tricologista e idealizadora do Id_Hall localizado no Bairro Auxiliadora em Porto Alegre!

Despigmentação de Sobrancelhas

Por Kely Bavaresco

Você conhece o procedimento? A despigmentação em sobrancelhas é um processo em que remove o excesso de pigmento introduzido na pele, muitas vezes da maneira errada ou muito profunda, tornando o procedimento de dermopigmentação, definitivo. Os pigmentos naturais – orgânicos e inorgânicos – que não são definitivos, são chamados de não permanentes e devem ser utilizados para a realização de pigmentação facial, pois a ideia é de que o pigmento saia gradativamente e não seja fixado na pele, como tatuagem.

O pigmento que é utilizando em sobrancelhas, deve ser específico para a pele dessa região e ter o reconhecimento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Como são poucos e muito caros, alguns profissionais optam por trabalhar com pigmentos sintéticos, mas não é o mais recomendado para a pele do rosto.

Quando os casos são mal executados, a cliente pode se arrepender do procedimento, ficando com sobrancelhas azuladas, artificiais, assimétricas ou com um tom escuro demais. É por isso que o profissional de micropigmentação deve ser especialista no design de sobrancelhas, simetria, geometria, visagismo e colorimetria, do contrário, o resultado pode não ser satisfatório.

Apesar da micropigmentação não ser definitiva, ela dura em média um ano na pele e para removê-la antes desse tempo, uma das técnicas mais seguras e eficazes é a remoção de micropigmentação a laser.

Muitas mulheres acabam procurando outra profissional que possa ajustar ou corrigir o problema identificado, porém, para melhor resultado, o ideal é fazer a remoção antes de aplicar novo pigmento na zona.

Qual a técnica mais eficaz de remoção? Atualmente, a remoção à laser é a técnica mais adequada seja de procedimentos semipermanentes (micropigmentação) ou permanentes (no caso da tatuagem) pois é utilizado equipamento de tecnologia específica capaz de remover o pigmento da pele.

Quantas sessões são necessárias? O tempo para concluir a despigmentação depende diretamente da técnica utilizada, da qualidade do pigmento, há quanto tempo foi feita e o tom/cor aplicado. Após essa avaliação, é possível ter uma estimativa de quantas sessões serão necessárias.

Como funciona a remoção de sobrancelha a laser? O laser é direcionado para a zona que será feita a remoção, a cliente utiliza óculos especiais na região dos olhos. O laser é seletivo, quando ele encontra o pigmento, ele o divide em milhões de micropartículas que, serão absorvidas e eliminadas pelo organismo por fagocitação. Isso acontece sem alterar a coloração da pele ou enfraquecer os pelos das sobrancelhas – que permanecem intactos. Durante este período o desbotamento ocorre de maneira gradativa.

A estetocosmetóloga Kely Bavaresco tem se destacado pelo trabalho feito com o talento de uma artista: a micropigmentação. Esqueça tudo o que já viu antes! A micropigmentação feita por Kely utiliza equipamento de última geração, que permite um traço ultra-fino que mimetiza perfeitamente cada fio de sobrancelha!

Após um estudo dos traços e ângulos do seu rosto, Kely desenha uma prévia de como seria sua sobrancelha perfeita para apreciação. Sobrancelha adequada ao seu tipo de rosto, tom de pele e cabelos pode mudar totalmente a sua expressão, iluminar seu rosto e realçar seu olhar.

Se interessou? O Id é um espaço incrível idealizado por Kely Bavaresco, que é referência em micropigmentação. Super descolado, lá você encontra também serviços de cabelo, cílios, make e mais. Clique aqui e marque já sua visita!

Despigmentação de Sobrancelhas

Por Kely Bavaresco

Você conhece o procedimento? A Despigmentação em sobrancelhas é um processo em que remove o excesso de pigmento introduzido na pele, muitas vezes da maneira errada ou muito profunda, tornando o procedimento de dermopigmentação, definitivo. Os pigmentos naturais – orgânicos e inorgânicos – que não são definitivos, são chamados de não permanentes e devem ser utilizados para a realização de pigmentação facial, pois a ideia é de que o pigmento saia gradativamente e não seja fixado na pele, como tatuagem.

O pigmento que é utilizando em sobrancelhas, deve ser específico para a pele dessa região e ter o reconhecimento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Como são poucos e muito caros, alguns profissionais optam por trabalhar com pigmentos sintéticos, mas não é o mais recomendado para a pele do rosto.

Quando os casos são mal executados, a cliente pode se arrepender do procedimento, ficando chapado, artificial, assimétrico, com uma cor estranha e escura demais. É por isso que o profissional de micropigmentação deve ser especialista no design de sobrancelhas, simetria, geometria, visagismo e colorimetria, do contrário, o resultado pode não ser satisfatório.

Para evitar esse tipo de problema, o ideal é realizar a despigmentação com ácidos e uso de despigmentante durante a noite. O ácido acelera a renovação celular e, consequentemente, a remoção do pigmento. Na maioria dos casos, em uma sessão o resultado já pode ser notado, mas deve-se levar em consideração: o tempo que pigmento está aderido na pele, qual pigmento foi utilizando e a profundidade em que foi aplicado.

Após essa avaliação, é possível ter uma estimativa de quantas sessões serão necessárias. A cliente utiliza um despigmentante específico todas as noites e filtro solar durante o dia. Uma sessão dura, em média, 30 minutos, e o intervalo para a próxima é de 30 dias. Durante este período o desbotamento ocorre de maneira gradativa.

A estetocosmetóloga Kely Bavaresco tem se destacado pelo trabalho feito com o talento de uma artista: a micropigmentação. Esqueça tudo o que já viu antes! A micropigmentação feita por Kely utiliza equipamento de última geração, que permite um traço ultra-fino que mimetiza perfeitamente cada fio de sobrancelha!

Após um estudo dos traços e ângulos do seu rosto, Kely desenha uma prévia de como seria sua sobrancelha perfeita para apreciação. Sobrancelha adequada ao seu tipo de rosto, tom de pele e cabelos pode mudar totalmente a sua expressão, iluminar seu rosto e realçar seu olhar.

Make com Kely Bavaresco

kely bavaresco kapo cabelos porto alegre moda luiza gil agencia epohke mais bonita por menos maquigem contorno

Foto: Luiza Gil

A querida Kely Bavaresco, que já nos ensinou sobre despigmentação de sobrancelhas aqui no blog, e é mestre em maquiagens também! Escolhemos a técnica do contorno facial para mostrar para vocês como um par de pincéis, e uma boa profissional podem fazer milagres – como foi o meu. A Kely teve todo o cuidado do mundo, e antes de iniciar a maquiagem fez minha sobrancelha ,e  aplicou Refectocil, que é uma tinta para sobrancelhas e cílios muito conhecida e utilizada por designers da área. Eu amei o resultado, minha sobrancelha ficou mais preenchida e desenhada, com muita naturalidade.

Logo depois, ela começou a fazer a parte dos olhos, esfumando sombra preto do canto externo para o interno. Escolhemos tons marrons, que combinam muito com a estação que estamos. A Kely aplicou o cílios postiços e deu uma dica: “Quando usamos cílios postiços é importante passar rímel, para que o acabamento entre os cílios naturais e os postiços fique discreto, e elegante”.

Aplique uma base com tonalidade próxima à da pele e use um pincel para espalhar bem o produto. Tome cuidado com as orelhas e pescoço, a base tem que ficar bem uniforme. Finalize com uma esponjinha de látex.  A esponja deixa o resultado ainda mais natural e com textura bem fininha.

O contorno nada mais é do que a consagrada técnica de luz e sombra aplicada à maquiagem. “Em geral, iluminamos o que queremos projetar e dar volume e escurecemos o que desejamos afinar e dar menos destaque” ensina Kely.

Também usamos uma base mais clara no centro da testa, têmporas, cantinhos do nariz e queixo. Já na raiz do cabelo, maxilar e abaixo das maçãs do rosto foi usada uma base mais escura. O tom mais escuro também é aplicado nas laterais do nariz, para afiná-lo. E o efeito é incrível!

Para a boca ela escolheu um batom marrom, que é uma das fortes tendência de make da estação, e deu mais uma dica valiosa, “Apliquem gloss no centro da boca após ter aplicado o batom, vai dar um efeito mais volumoso e sexy.” E deu!

beatrice ribeiro moda luiza gil porto alegre kapo cabelos agencia epohke mais bonita blog escova

Foto: Luiza Gil

A etapa dois e não menos importante. foi o cabelo; quem lavou, hidratou, secou e fez uma das escovas mais lindas que já fiz, foi a talentosa Beatrice Ribeiro. Ela enrolava o cabelo na própria escova, deixando o cabelo com ondas naturais e com um volume perfeito. Resultado? Um visual leve e sofisticado. Uma super opção para quem não é fã do babyliss! 

Curiosas? Apertem o play e confiram. Ou melhor, agende seu horário, eu tenho certeza que vocês vão amar!  No da Mais Bonita o cupom de Maquiagem + Penteado Simples ou Escova já está no ar. Corre para não perder esta, porque sair do salão se sentindo a Beyoncé, não tem preço.

No próximo post a gente fala sobre um outro penteado que fiz por lá: as tranças boxeadoras.

Luiza Gil, CEO & founder of @agenciaepohke

Agência Epohke Gestão de Redes Sociais Moda Luiza Gil