Arquivo da tag: alimentos

Matcha: saiba mais sobre a substância poderosa que faz bem para o corpo e a mente!

“Irmão” do chá verde, o ingrediente é um ótimo aliado para cuidar da saúde

matcha

Reprodução/Snixy Kitchen

Sabemos que nenhum alimento, sozinho, faz milagres, porém é sempre interessante quando surge alguma novidade com a promessa de trazer inúmeros benefícios para o nosso organismo. Esse é o caso do matcha, um derivado da Camellia Sinensis, mesma erva do chá verde. A diferença entre os dois é que o matcha é elaborado apenas a partir de folhas jovens, e tem seu cultivo protegido dos raios solares. Isso garante um altíssimo valor nutricional para o alimento, que é rico em clorofila e antioxidantes.

Para chegar ao resultado final, as folhas secas da planta são moídas até virarem um pó. A forma mais comum de consumo é misturando à água. Ele também pode ser introduzido como uma farinha, acompanhando receitas. O matcha é superindicado para ser consumido antes do treino, pois ele possui ação termogênica que potencializa a queima de gordura corporal. O ingrediente dá mais energia, e com isso promove maior gasto de calorias, além de reter o inchaço do corpo.

Para a pele, ele atua prevenindo o envelhecimento, irritações e é um ótimo aliado contra a acne. Por aqui, a erva pode ser encontrada em produtos como a máscara facial da The Body Shop. De acordo com um estudo publicado pela Food Research International, em setembro de 2017, o consumo do chá de matcha poderia induzir efeitos leves na velocidade da atenção e, também, na chamada memória secundária. Resumindo, ele basicamente faz com que a gente pense mais rápido!

Mesmo com tantos benefícios, não vale abusar do consumo. O indicado é de 15g a 20g por dia, ou seja, no máximo 4 xícaras de chá. Também vale destacar que a substância não é indicada para gestantes, lactantes e pessoas sensíveis à cafeína e à teobromina.

Já experimentou o matcha? Uma boa alternativa para substituir o chá verde!

Saiba o que você precisa comer para potencializar o bronzeado durante o verão!

Durante a estação mais quente do ano, quem vai para a praia ou piscina geralmente gosta deixar a pele um pouco (ou muito!) bronzeada. Em busca da cor dourada, alguns cuidados essenciais são deixados de lado nesta temporada de sol e calor, e com isso a saúde da pele é prejudicada. Isso pode resultar em consequências graves à longo prazo, como queimaduras e até mesmo câncer de pele.

agência epohke, alimentos, bronzeado, verão

Getty Images

É bom lembrar que a exposição ao sol em excesso faz mal, principalmente entre 10 horas da manhã e 16 horas da tarde, período que deve ser evitado. É necessário usar protetor solar no mínimo com fator de proteção 20 e reaplicar a cada duas horas para manter a pele saudável, evitando rugas e ressecamentos.

Mesmo assim a gente sabe que todo mundo gosta de pegar uma corzinha, e para fazer isso com saúde a alimentação deve ser a sua grande aliada. Para obter resultados mais eficientes, é preciso turbinar a dieta com alimentos ricos em betacaroteno, substância que se transforma em vitamina A e favorece a tonalidade bronzeada da pele quando exposta ao sol.

Algumas dicas são importantes para potencializar a capacidade de bronzeamento. Uma delas é tomar suco de duas ou três frutas antes de se expor ao sol. Boas opções são, por exemplo, suco de laranja, tomate e papaia ou melão, melancia e caju; também não deixe de consumir saladas com tomate, cenoura e pimentão. Outra dica é adicionar ao cardápio espinafre ou brócolis pelo menos uma vez ao dia e abóbora refogada ou em forma de purê três vezes na semana. A terceira recomendação é substituir a batata inglesa pela batata doce. Sempre que possível, opte por esses alimentos com betacaroteno, pois eles serão seus grandes aliados nesse verão! Veja a lista abaixo com algumas opções:

  • Cenoura
  • Abóbora
  • Manga
  • Laranja
  • Damasco
  • Papaia
  • Espinafre
  • Manga
  • Brócolis
  • Batata Doce
  • Caju
  • Melancia
  • Melão
  • Tomate
  • Pimentão amarelo e vermelho

Agora é só curtir o melhor que essa estação oferece!

Fonte: Exame