Criolipólise de Contraste: Reduza Medidas em uma visita!

Créditos: Viviane Ramos

A lipoaspiração é conhecida como o método padrão de ouro para redução de gordura, no entanto, é acompanhado por riscos de efeitos adversos graves, como infecção, hematomas e tempo de recuperação prolongada. Técnicas não invasivas de redução de gordura foram desenvolvidas e preferidas por pacientes que buscam alternativas mais simples, como terapia a laser de baixo nível, criolipólise, radiofrequência (RF) e ultra-som focado de alta intensidade (HIFU).

Créditos: Viviane Ramos

A criolipólise é o método utilizado com mais frequência pelos pacientes, pois alcança uma maior redução de gordura em apenas uma única sessão. O tratamento recebeu autorização da FDA (Food and Drug Administration) para redução de gordura em 2010, abdômen em 2012 e coxas em 2014. No entanto, também foi utilizado para tratamentos off label de braços, coxas, joelhos, costas e peito.

Enquanto outros tratamentos baseados em estudos científicos de modalidades não invasivas utilizam o calor para redução de gordura, gerado pelo laser, RF e ultra-som e destruindo as células adiposas, a criolipólise é completamente diferente. O aparelho utiliza exposição ‘fria’ ou redução de energia térmica para destruir estas células, fazendo com que a exposição à baixa temperatura induza apoptose de adipócitos, ou seja, morte à gordura.

A estética Infini, utiliza a técnica da criolipólise de contraste que reduz em até 42% a gordura localizada. Por promover o aquecimento após o congelamento, a criolipólise de contraste favorece um melhor resultado para a ruptura das células de gordura, sendo superior ao de uma massagem manual. Com aproximadamente 1h de tratamento, em até 4 semanas inicia o processo da redução de gordura localizada.

Os efeitos adversos podem ser

  • Desconforto durante o procedimento.
  • Hematomas
  • E um leve dolorido, dependendo da sensibilidade do paciente.

Uma das principais vantagens da Criolipólise, é que por não se tratar de um procedimento invasivo, o paciente não precisa de grandes cuidados ou se afastar de suas atividades diárias.
Para que se tenha um melhor resultado, é indicado atividade física e uma alimentação saudável. Confira nossas promoções de Criolipólise de Contraste, com a Infini.

O texto acima foi elaborado por Viviane Ramos, Biomédica Especializada em Estética com Certificação em Harvard em Harmonização Facial, Preenchimento, Botox e Fios.

Micropigmentação Labial com a técnica Flowlips ou Glow

Foto: Studio Mardie

A micropigmentação nada mais é do que um processo de pigmentar determinada região da pele. No caso da labial é possível revitalizar a cor dos lábios e fazer a correção de determinadas assimetrias gerando um resultado mais natural.

O procedimento não é permanente, apesar da técnica de pigmentar os lábios já ter sido comparada a de maquiagem definitiva, o produto atinge apenas as camadas mais superficiais da pele que com o passar dos meses vai sendo absorvido pelo corpo.

O trabalho dura em média um ano e meio a dois, sendo muito comum o retoque em 45 dias por conta do processo de fagocitose e exposição solar.

O que é Fagocitose?

Fagocitose é um processo utilizado pela célula do corpo para envolver partículas sólidas, que o organismo primeiramente desconhece, então engloba o pigmento para reconhecer se o mesmo não irá fazer mal algum. Em seguida, essa célula vai primeiramente roubar, embolsar boa parte da cor do pigmento que fora depositado no lábio e no passar de 45 dias – processo de cicatrização e regeneração celular – reconhece que está tudo bem em devolver essa cor para superfície onde foi depositado. Por isso na maior parte dos procedimentos de micropigmentação temos a sensação de que em após alguns dias a cor, o tom sumiu ou está mais fraco, com o passar dos dias a cor vai reaparecendo ainda mais bonita e natural. O procedimento total demora em torno de 2h30min devido ao tempo com o anestésico tópico.

A micropigmentação labial dói?

Quando o assunto é micropigmentação a pergunta é sempre a mesma: Dói? Em qualquer tipo de procedimento pigmentar o qual é feito o uso de agulha ou laminas como no caso da micropigmentação de sobrancelhas sentimos um pouco de desconforto mas para aliviar o incomodo é feito o uso de um anestésico tópico bem potente, antes de iniciar o procedimento e outro durante caso seja necessário. Depois do procedimento é vida normal e apenas alguns cuidados específicos devem ser feitos durante os primeiros sete dias devido da cicatrização.

No final você ficará muito satisfeita com o resultado e com a praticidade de estar sempre com os lábios corados.

As Vantagens da Micropigmentação Labial

• Beleza natural e duradoura
• Revitalização dos lábios
• Correções de assimetrias
• Harmonia entre a cor da boca e da pele

Já imaginou acordar todos os dias com os lábios corados bem revitalizados trazendo mais vida e harmonia ao conjunto facial? Com a técnica FlowLips isso é possível e o melhor você pode fazer somente o uso de hidratantes e gloss labial que ficará lindo. Essa técnica não deixa seu lábio com efeito de batom e sim com um tom mais natural, quando você quiser aplicar qualquer batom de tom forte por cima da sua pigmentação para ficar com os lábios de outra cor será possível. Pelo simples fato de ser uma técnica mais natural os homens também podem fazer a micropigmentação, com a técnica FlowLips, e ficará com um tom de boca mais saudável e não apático.

Cuidados: Após a realização do procedimento o paciente deve cuidar alimentos quentes e ingerir líquidos apenas com o auxilio de canudos por 48h. Manter os lábios sempre bem hidratados também é uma parte importante do processo.

Mariana Danjos é especialista no assunto e contribuiu com o texto acimo. Confira nossa promoção de Miropigmentação com a técnica Flowlips com Mari no Studio Mardie.

Como Funciona a Camuflagem de Olheiras

O procedimento consiste na aplicação do tom similar ao natural da pele apenas na parte inferior dos olhos – as famosas olheiras – não havendo alteração na textura da pele, somente no contraste. O método é semi-definitivo pois trata-se de uma micropigmentação, podendo haver necessidade de uma futura manutenção.

A camuflagem dura em media de dois a cinco anos, variando de pessoa para pessoa. Não há como indicar quantas sessões serão necessárias para o efeito desejado da paciente, algumas em apenas uma sessão com o retoque ficam satisfeita com o resultado, e outras, preferem fazer mais uma ou duas sessões.

Na primeira aplicação da camuflagem o tom escuro clareira em media 30%, com o resultado visível de 15 a 60 dias após o procedimento, sendo o retoque feito em 30 dias.

Os Tipos de Olheiras

A olheira falsa: Nos casos em que os olhos são mais fundos, provocando então uma sombra na pálpebra inferior. O procedimento mais indicado é o preenchimento com ácido hialurônico.

A olheira pigmentar: Tem cor acastanhada pelo deposito de melanina. As causas  podem ser por exposição solar, hereditariedade ou pós inflamatório. O tratamento recomendado é o filtro solar, cremes clareadores e lasers.

A olheira vascular: De cor arroxeada devido ao aumento de vasos sanguíneos na região, tem como causa o cansaço, rinite alérgica e o uso de alguns medicamentos. Os tratamentos mais indicados são clareadores e lasers.

Para cada tipo especifico de olheira é preparado uma tonalidade aconselhável para o tom de pele. Começando com uma neutralização da cor, ou seja, depositamos o pigmento inorgânico na epiderme – camada mais superficial da pele – para que possamos camuflar o tom escuro existente na derme, assim denominado como camuflagem de olheiras.

Inúmeras pessoas sofrem por ter olheiras escuras, as quais deixam com o aspecto facial de cansada, triste e estressada. As mulheres contam com ajuda de maquiagens como os poderosos corretivos, porém é muito desgastante e prejudicial para a nossa pele todos os dias ter que passar por esse processo para esconder as famosas olheiras.

Esse novo método, foi desenvolvido por um tatuador há mais de 10 anos que recebia muitas queixas de suas clientes sobre as olheiras escuras. O mesmo criou a técnica e buscou aperfeiçoamentos para neutralizar a tonalidade escura das indesejáveis olheiras.

É importante destacar que esse método não é um tratamento e sim um procedimento, os pigmentos são todos liberados pela ANVISA.

As etapas do procedimento

• Identificar o tipo de olheira a ser camuflada
• Fotos do antes para acompanhar a evolução
• Aplicação da pomada anestésica por 20 minutos
• Marcação e delimitação da área escurecida de acordo com cada olheira,
havendo uma separação por áreas partes mais escuras e mais claras.
• Dar inicio ao procedimento de leva em torno de 1 hora
• Retoque em 30 dias

Os cuidados do pós: Em alguns casos a área camuflada fica vermelha por algumas horas, recomendamos compressa de algodão com água gelada. É necessário usar a pomada indicada, não fazer uso de maquiagem ou cremes hidratantes por sete dias na região camuflada. É importante não coçar a área ou se expor ao sol sem filtro solar. Em hipótese alguma, pode ser feito qualquer procedimento que envolva laser após o procedimento, na região camuflada, pois ira resultar na remoção indireta do pigmento aplicado.

Lembrando que a camuflagem de olheiras não é uma tatuagem, e sim uma neutralização de cor, ou seja, não fica sobre a pele e sim na epiderme (camada mais superficial), amenizando a cor escura da olheira.

Confira nossa promoção de Camuflagem de Olheiras com o Studio Mardie.

Bioestimulador de Colágeno Sculptra: Como Funciona!

O queridinho Sculptra® chegou para ficar. O mais famoso bioestimulador de colágeno é a nova tendência para o tratamento da flacidez, tanto facial quanto corporal.

Créditos foto: 123RF e divulgação site fabricante Sculptra

Como o Sculptra® funciona?

O Sculptra® é composto de ácido poli-L-láctico, um produto biocompatível e biodegradável, o que torna o procedimento bastante seguro. Por meio de pequenas injeções do bioestimulador na região desejada, o nosso próprio corpo inicia um processo de produção de colágeno. O efeito é gradual. Ao longo de alguns meses podemos observar um aumento de até 400% do colágeno do local tratado, com efeitos expressivos sobre a melhora da consistência e da firmeza da pele.

Quais regiões podem ser tratadas com o Sculptra®?

Praticamente todas! No rosto podemos tratar com segurança a região do terço médio e inferior, apresentando excelentes resultados para redução da flacidez cutânea. O tratamento tem potencial para recuperar os contornos faciais, corrigindo sulcos e rugas, o que deixa o rosto com aspecto naturalmente rejuvenescido.

Quanto ao corpo, é possível devolver o tônus para diversas regiões. Os locais mais comuns de tratamento são o pescoço, colo, abdômen, braços, coxas e glúteos. Utilizando o Sculptra®, conseguimos amenizar a flacidez decorrente de processos de emagrecimento, pós-parto ou pelo próprio envelhecimento da pele. Com o produto é possível tratar enrugamento, ondulações de pele e até mesmo amenizar celulites.

Quanto tempo o Sculptra® leva para fazer efeito? Qual o intervalo entre as sessões?

O lifting proporcionado com a aplicação do Sculptra® é melhor visualizado dois meses após a sua aplicação. Quando houver indicação de mais de uma sessão, a segunda deve ser realizada entre 30 e 60 dias após a primeira. Lembrando que cada caso deve ser analisado individualmente.

Quais cuidados são necessários após o procedimento com o Sculptra®?

É importante massagens no local com uso de hidratante já habitual duas vezes ao dia durante uma semana. Se houver algum hematoma, deve-se evitar a exposição solar até que as áreas arroxeadas sumam, para não haver formação de manchas. As atividades de trabalho podem ser retomadas logo após a aplicação do produto, não sendo necessário repouso.

Quanto tempo dura o Sculptra®?

O Sculptra® permanece no organismo por até 24 meses. Porém, mesmo após a absorção do produto na área aplicada, os efeitos que ele desencadeou persistem. O segredo é realizar manutenções periódicas para manter o seu resultado.

Sculptra® em Porto Alegre. Como faço para agendar uma avaliação?

A nossa colunista dermatologista Dra. Fairuz Helena pode atender você. Ligue e faça seu agendamento. Para mais conteúdo sobre o mundo da beleza, siga a Dra. Fairuz no Insta e acesse o blog.

(51) 3414.2770 – 3307.2770 – 98692.6697
Rua Mariante, 180 – Sala 304 | Bairro Moinhos de Vento – Porto Alegre/RS

Drenagem linfática: confira 5 mitos e verdades sobre o assunto

De uns tempos para cá, a tradicional drenagem linfática tem sido muito procurada pelo público feminino. Não é para menos: por meio dessa massagem terapêutica, é possível aproveitar uma série de benefícios. Isso porque tal procedimento estético atua diretamente no sistema linfático, eliminando toxinas presentes no organismo.

A técnica é excelente para filtrar a circulação sanguínea, além de levar os líquidos presentes no corpo para as estruturas responsáveis por coletá-los e absorvê-los. E o melhor? A sessão é 100% indolor, feita a partir de pressões levíssimas na superfície da pele, sendo, inclusive, um momento de relaxamento para as clientes.

Porém, embora a drenagem linfática seja bastante conhecida, ainda há alguns mitos que envolvem o assunto. Pensando nisso, criamos este post especialmente para esclarecer todas essas questões. Acompanhe a leitura e fique por dentro!

1. Qualquer gestante pode fazer

Mito. Atualmente, muitas gestantes procuram a drenagem linfática para eliminar o inchaço típico do período. No entanto, não são todas as mulheres que podem investir na ideia. Pessoas com hipertensão, trombose venosa, insuficiência renal ou qualquer outra complicação originária do sistema linfático devem evitar a técnica.

Também é preciso ficar atenta ao período recomendado para o procedimento. O ideal é realizar a massagem somente a partir do terceiro mês de gravidez, o que corresponde a 12ª semana.

Mas não se preocupe, viu? Caso não seja possível adotar essa alternativa, existem outras práticas que ajudam a combater o inchaço. É o caso de seguir uma alimentação saudável, ingerir bastante líquido e praticar exercícios físicos de intensidade moderada. Converse com o seu médico!

2. Ajuda a diminuir a celulite

Verdade. Um dos principais objetivos da drenagem linfática é eliminar a linfa — um líquido composto por lipídios e proteínas, localizado entre as células. Ao realizar o procedimento, é possível retardar a produção dessa substância e, consequentemente, diminuir o inchaço do organismo.

Em paralelo, essa prática ainda é capaz de melhorar a circulação, relaxando os vasos e acelerando o metabolismo no local onde a massagem está sendo aplicada. Por conta disso, os tecidos do corpo recebem maior quantidade de oxigênio, o que auxilia a diminuição das temidas celulites. É bem interessante!

3. Drenagem linfática emagrece

Mito. A função da drenagem linfática é auxiliar a eliminação de líquidos acumulados, bem como liberar uma série de toxinas presentes no organismo. Ou seja, tal procedimento não promove a perda de gordura.

Contudo, a técnica pode contribuir para a diminuição do peso, desde que seja combinada com outras práticas. Investir em uma alimentação equilibrada, praticar exercícios físicos e priorizar boas noites de sono são apenas alguns exemplos que merecem a sua atenção.

4. Beber água antes do procedimento potencializa os efeitos

Verdade. Ao agendar uma sessão de drenagem linfática, não se esqueça de beber bastante água — não somente antes do procedimento, como também após sua finalização.

A razão disso é uma só: ao beber água, promovemos uma melhora na retenção de líquidos e, de quebra, também é possível eliminar mais toxinas presentes no organismo. E, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, a água não fará com que você fique ainda mais inchada, mas será responsável por combater esse sintoma.

Para alcançar um efeito satisfatório, o ideal é beber, no mínimo, 2 litros de água mineral diariamente — esteja você realizando uma drenagem linfática no momento ou não. A sua saúde agradece!

5. A técnica ajuda a minimizar os sintomas da TPM

Verdade. Como falamos, esse procedimento estético é ideal para diminuir o inchaço — um dos principais sintomas da Tensão Pré-Menstrual (TPM). Além disso, por conta do seu efeito relaxante, o método consegue proporcionar excelentes benefícios para as mulheres que sofrem com aumento da irritação e ansiedade durante essa fase.

Viu só? São inúmeros os benefícios proporcionados pela drenagem linfática. Agora que você já conhece os principais mitos e verdades que envolvem o assunto, não se esqueça de procurar uma clínica estética de sua confiança. Com esse cuidado, você se sentirá mais segura para seguir o tratamento e garantirá resultados cada vez melhores.

Aproveite e confira o nosso outro artigo sobre O Miracle Touch: uma técnica de Renata França, que mistura massagem modeladora com drenagem linfática. Você vai adorar!

Lace Wig: a peruca ultra realista usada pelas famosas para mudanças drásticas de visual

Irmãs Kardashians/Internet

Não é de hoje que as famosas aderiam às perucas para renovar o visual sem estragar as medeixas. O truque usado pelas irmãs Kardashians, vem conquistando as brasileiras. Celebridades como Bruna Maquezine, Anitta, Pabllo Vittar e Ludmilla já chamaram atenção com as constantes mudanças no visual.

Marina Ruy Barbosa/Instagram

No entanto, esse assunto voltou a chamar atenção de muitos após Mariana Ruy Barbosa aparecer com as suas famosas medeixas platinadas em seu Instagram. Tintura ou peruca? Os fãs levantaram muitas teorias até oficializarem que a mudança não era definitiva.
A atriz usou a técnica chamada Full Lace para participar de uma campanha publicitária que foi ao ar os últimos dias. A técnica é a preferida entre as famosas por prometer um resultado natural.

Atualmente existem diversas perucas com técnicas diferentes, Conheça algumas delas:

Sintética: Geralmente feita de fibras de fios de nylon ou acrílico. Esse tipo de peruca costuma mostrar uma resistência maior à mudanças de estilo e formato. Podem durar de 3 e 6 meses. Caso queira fazer alguma alteração na peruca será necessário lavá-la e secá-la com algumas técnicas específicas.

Cabelo humano: As perucas de cabelo natural humano possuem uma qualidade superior às sintéticas, por isso costumam ser mais caras. É preciso estar atenta ao processo de construção das perucas, pois quando mal finalizada o efeito não fica natural na cabeça. Tem duração de aproximadamente 5 anos.

Manual: Neste caso as mechas de cabelo são costuradas manualmente. O trabalho é minucioso e demorado. As perucas feitas à mão costumam ser sob medida e com modelagem que permite repartir o cabelo para qualquer lado, garantindo mais naturalidade.

Na máquina: As perucas feitas na máquina geralmente são sintéticas. De qualquer forma, naturais ou não, o cabelo é costurado na touca em uma única direção, e isso faz com que o efeito não seja tão natural.

Full cap: Técnica em que os fios são costurados em uma touca que cobre totalmente o cabelo. A vantagem são cabelos muito mais volumosos e a desvantagem é que o couro cabeludo não respira tanto e esquenta, causando desconforto.

Open cap: “Touca aberta” como o nome já revela, costura o cabelo em faixas, o que permite que fique um pequeno espaço entre uma mecha e outra, permitindo que o couro cabeludo respire. Nesta classificação entram também os apliques de franja, rabo de cavalo e mechas que cobrem apenas uma parte dos fios.

Lace front: Possui uma malha de renda fina na linha da frente do cabelo, permitindo um melhor manuseio. Esta parte frontal normalmente é colada na testa fazendo com que a transição para a pele seja mais suave e menos perceptível.

Full lace: A versão moderna e mais procurada de todas, pode ser usada até para fazer coques e rabos de cavalo. Os fios no topo são individuais, puxados através do tecido da touca e o efeito é incrível.

Fonte: site Glamurama.